sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Qual a diferença entre um Terapeuta Floral e uma pessoa que indica florais?



Uma pessoa que estudou ou leu sobre florais, normalmente utiliza como base apenas o repertório das essências. Ela segue uma relação de essências indicadas para sintomas, o que não costuma ser eficaz, tornando o tratamento apenas paliativo e mascarar a orgem do problema (o sintoma pode melhorar durante um tempo, mas também pode voltar no futuro com mais força).
 
Esse repertório de essências florais é facilmente encontrando na internet, em livros, em revistas ou em cursos rápidos. Contudo, apenas isso não costuma ser suficiente para obter resultados positivos e duradouros.

O Terapeuta Floral consegue analisar a pessoa como um todo, de uma forma holística. Através de uma consulta, o Terapeuta Floral vai conhecer melhor a pessoa, suas experiências de vida e não se limita a escolher essências para tratar sintomas.
 
Por exemplo: uma pessoa tem medo de algo.

Pode-se olhar na relação de essências e escolher uma essência floral para esse medo. Pode ser que a escolha seja adequada e pode-se até obter algum resultado, mas na primeira ameaça de desequilíbrio esse medo pode voltar com uma intensidade diferente.

O Terapeuta Floral, através da sua experiência, vivência e sensibilidade, ajuda a pessoa a identificar e a tratar a causa daquela dificuldade, respeitando o seu ritmo e o contexto em que ela se enontra. É a pessoa que é tratada, que é cuidada e não o sintoma que ela apresenta.
 
Desta forma, há a chance do indivíduo se autoconhecer, de se conscientizar e de desenvolver as qualidades que necessita para se curar.

Nenhum comentário: