terça-feira, 27 de julho de 2010

Tireóide sob a luz da psicossomática


Problema na tireóide significa que a pessoa chegou a um estado psicológico em que é capaz de acreditar conscientemente em sua inferioridade, sente-se humilhada por tudo e perdeu a capacidade de manter o otimismo. Acredita que nunca terá a felicidade que almeja e que não poderá, jamais, fazer o que gosta e o que precisa.

Crie em sua mente a possibilidade de você estar fazendo aquilo que mais gosta. Tenha em seu peito a sensação de estar se realizando plenamente. Seja imaginativo e faça brotar em seu coração as sensações que mais deseja. Isso é fato: não tenha medo de imaginar, pois ninguém pode "tirar-lhe" os pensamentos.

Comece já a ter fisionomia alegre e positiva. Dificilmente a sua cura cairá do céu, sem que você tenha que se empenhar em um esforço mental positivo. Ajude a natureza para que ela o ajude a equilibrar suas emoções e, consequentemente, sua tireóide.

É muito pouco (mas não menos importante) ficar apenas com explicação médica: vá fundo ao seu interior e você verá que todas as doenças são causadas pelo impulso nervoso do cérebro que manda constantemente agentes químicos para realização das tarefas no organismo.

Experimente a nova sensação de viver livre de suas próprias cobranças. Experimente a satisfação de poder dizer o que gosta e sente e tente eliminar, completamente, a rais do "tem que ser assim". Nada "TEM QUE SER ASSIM". Deixe apenas que as coisas fluam naturalmente e faça sempre o que seu coração mandar. Respeite-se acima de tudo.

(Texto retirado do livro 'Linguagem do Corpo', de Cristina Cairo)

Nenhum comentário: