segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Como se beneficiar dos Florais na Terceira Idade?


Algumas pessoas, ao chegarem à Terceira Idade, acabam apresentando alguns distúrbios como insônia, sonolência, desinteresse sexual, fraqueza e cansaço. Em condições diferentes, por debilidade física, mágoa ou tristeza profunda, muitos homens e mulheres com mais de 60 anos trazem no olhar um pedido especial de socorro para a sua saúde emocional.

Uma das boas opções para estas situações é a tulização das essências florais pois estas proporcionam bem-estar, conforto e harmonizam emoções que em desequíbrio, acabam abalando a saúde física, espiritual e mental.

O mundo está envelhecendo. A população de idosos representa um contingente de quase 15 milhões de pessoas com 60 anos ou mais de idade (8,6% da população brasileira). Nos próximos 20 anos, a população idosa do Brasil poderá ultrapassar os 30 milhões de pessoas e deverá representar quase 13% da população ao final deste período. No mundo, em 2050, um quinto da população será de idosos. Os números mostram que, atualmente, uma em cada dez pessoas tem 60 anos de idade ou mais e, para 2050, estima-se que a relação será de uma para cinco em todo o mundo, e de uma para três nos países desenvolvidos (dados do IBGE).

O idoso pode deixar de ser aquela pessoa triste, esquecida e doente para descobrir a sensação de estar de bem com a vida e perfeitamente engajada em mais uma etapa natural de sua existência. A velhice, também conhecida por Terceira Idade, não precisa ser feia e triste porque é a última etapa da vida, mas gratificante e alegre pois o indivíduo conseguiu chegar à longevidade, pleno da consciência de que sempre tem algo mais a fazer por si mesmo e pelo mundo que o cerca.

Os Florais atuam:

1) Nos processos biológicos (aceitação ou recusa da situação do envelhecimento, aceitação ou rejeição pelo meio, atitude hostil perante ao novo, diminuição da vontade, das aspirações e da atenção, enfraquecimento da consciência, apego ao conservadorismo, enfraquecimento da memória, anomalias do caráter: desconfiança, irritabilidade e indocilidade, estreitamento da afetividade, etc.)

2) Nos procesos sociais (isolamento social, situação econômica crítica, insegurança social, estado de saúde insatisfatório, ruptura com a vida profissional, perda concomitante da função e do status social, entre outros).

Nenhum comentário: