quarta-feira, 17 de junho de 2009

O Rim e a Somatização


Assim como o fígado é o responsável pela circulação da nossa energia, o rim é o filtro das emoções em relação ao futuro.

O rim, ao contrário do fígado, não sofre com as nossas emoções. Ele tem, porém, emoções que estão a ele associadas, tais como o medo, a insegurança, a timidez, o autoritarismo. Se estas emoções forem prolongadas por muito tempo, ou se forem muito intensas, podem alterar a energia do rim causando infecções urinárias, cálculos renais, retenção de líquidos, etc.

O rim é responsável, em grande parte, por nossas características físicas. Temos dois tipos de energia: uma adquirida (pela alimentação e pela respiração), e outra inata ou ancestral, que não é renovável e está armazenada nos rins.

A nossa vitalidade de modo geral depende do quanto é forte a energia do rim, e todo o processo de envelhecimento é comandado basicamente pelos rins; assim sendo, para se ter um processo de envelhecimento de boa qualidade devemos cuidar para que o desgaste da energia do rim seja lento e gradual. A energia do rim amadurece por volta de 7 a 8 anos de idade, por isso, até esta idade, é possível que a criança ainda não tenha o controle da urina. No plano emocional ainda persistem os medos infantis. A partir daí a energia do rim vai chegar à sua plenitude por volta dos 35 a 40 anos, quando se inicia o processo de envelhecimento. De forma geral, podemos dizer que se uma pessoa aparenta menos idade do que tem, está com a energia do rim em bom estado, se for o contrário pode significar duas coisas: ou tem energia ancestral insuficiente ou gastou muito a energia do rim. Em resumo, o rim é responsável por toda a nossa estrutura física e sua conservação.

O rim rege energeticamente várias estruturas como os ossos, a medula óssea, as articulações pequenas das mãos e dos pés, os tornozelos, os ombros junto com o fígado, o ouvido interno e a audição, os cabelos, as supra-renais, os orifícios inferiores (uretra e ânus) e a estrutura física do cérebro.

Sabendo destas correlações, podemos compreender o porque de algumas doenças estarem associadas à energia do rim. Praticamente, todas as doenças dos ossos estão de certa forma associadas com a diminuição da energia do rim. Normalmente se instalam junto com o processo de envelhecimento, São o grupo das artroses, das artrites, das osteoporoses, e que normalmente vem acompanhadas de outras doenças, em função do desgaste da energia dos outros órgãos, e aí teremos associados as hipertensões, o diabetes entre outras.

As pessoas que se sentem inseguras quanto ao futuro e temem naufragar nas passagens da vida entregam-se a pensamentos tensos provocando dores agudas nos rins.
Se você acredita realmente nas “pedras do seu caminho”, como reflexo dessa sua crença, crescerão pedras em seus rins.
O medo do futuro, retido em seu coração, reterá também a água do seu corpo, que simboliza o fluxo da energia vital.
As críticas que você faz são geradas por sua própria insegurança. Portanto, procure olhar os problemas como forma de aprendizagem e não como injustiças contra você.
Quando achamos que alguém está nos prejudicando, esquecemos que essa pessoa também pode estar se defendendo ou se precavendo de nós. Se roubaram as suas idéias ou coisas materiais, isso foi devido ao fato de seus pensamentos estarem em constante aflição e defesa e atraírem exatamente aquilo que você temia, mesmo quando você estava aparentemente tranqüilo, pois o que vale é a sua crença secreta.
Enquanto você estiver se defendendo mentalmente contra esse tipo de medo, os fatos continuarão a acontecer, como se você fosse perseguido pelo azar.

Nenhum comentário: