quarta-feira, 17 de junho de 2009

Fígado


Baseando-se na psicossomática, o fígado é o órgão que regula as emoções. É o órgão associado ao subconsciente e à região do hipocampo (sistema límbico) que administra as emoções e a oscilação de energia, que traz a oscilação de humor. Por isso é que, por exemplo, as pessoas com hepatite ficam prostradas.

O fígado tem a função de nos impulsionar para as nossas conquistas – stress positivo - como também o oposto: amargura e mágoa. As pessoas que não conseguem colocar suas emoções para fora, ou administrá-las, tornam-se sensíveis às influências do meio externo e a raiva não exteriorizada pode se transformar em amargura. Esse estado de stress leva à oscilação de humor e das emoções.

É assim que ocorre a somatização de doenças, por causa das descargas de emoções derramadas no organismo.

Vida saudável e disciplinada

É preciso mudar os hábitos que levam ao stress e buscar uma vida saudável. São todos aqueles procedimentos que todos nós conhecemos: ter uma alimentação saudável e não pular nenhuma refeição, ingerir alimentos ricos em fibras, tomar bastante água, ter uma boa noite de sono, fazer alguma atividade física, meditar, vigiar os pensamentos, viver no momento presente (o dia de hoje), dedicar-se aos amigos, lazer, família, namorar...

Pessoas que analisam a vida de forma rebelde porque têm registros de mágoa em seu passado, alimentam raiva constante e não aceitam determinadas ajudas, contrariam a verdadeira função do fígado. A ira dominante, o nervosismo expresso com crises de raiva, as críticas rígidas e crônicas, a atribuição dos sofrimentos pessoais às falhas dos outros e a não aceitação da necessidade de mudanças são motivos de sérias lesões no fígado que, conforme a sua natureza, tenta processar tudo com organização e humildade. Liberte-se do “tem-que-ser-assim”, pois tudo aquilo que impomos a nós mesmos e aos outros, bloqueia o fluxo natural dos acontecimentos e causa desarmonia.

Nenhum comentário: