quarta-feira, 7 de maio de 2008

Os Florais e o uso Veterinário


Atualmente, os florais são cada vez mais utilizados com os animais. Estes, devido a grande sensibilidade, respondem efetiva e rapidamente ao tratamento com florais e podem ser administrados em quaisquer espécies (cães, gatos, ferrets, cavalos, abelhas, aves, peixes, animais silvestres e selvagens) nos mais diversos casos, como animais medrosos, com depressão, assustados, agitados, agressivos, com traumas, convulsões, doenças físicas e/ou psicológicas, para adaptação em um novo lar entre outros.

Ao indicar um floral, é importante que se faça um estudo completo do comportamento do animal, do relacionamento com os donos/com outros animais e tudo que esteja relacionado com o animal em questão. Pelo comportamento do animal e do proprietário, conseguimos informações importantes para chegarmos a um diagnóstico e escolher a melhor linha de tratamento.

Os animais são muito sensíveis e absorvem as energias do ambiente, ou seja, tudo que acontece em seu meio reflete em seu comportamento, inclusive o tratamento que recebe de seu dono.

Princípios básicos das essências florais:

- É um sistema simples, natural e efetivo;

- Podem ser usados junto com qualquer outro tratamento (o sistema floral é complementar e não alternativo);

- Não substituem a medicina veterinária ortodoxa.

Um comentário:

liliane_e_m disse...

Sim, concertesa faz efeito sim, minha filha é iperativa e tem uns 20 dias que toma os remedios homeopaticos ee estão sendo otimo pois antes estava dando a ritalina e estava ficando muito nervosa e sem dormir e chorava facil primeiramente levei á a um irisdologista aqui em ituiutaba MG ele chama \miguel arcanjo ele mapeia a iris do olho e fala o que a criança tem cheguei l´não lhe falei nada e ele disse a mesma coisa dos dois neuros anteriormente consultado e aí medicou com remedios homeopaticos Liliane